Secretaria de Educação abre 3.489 vagas nas creches do município

A Secretaria Municipal de Educação (SME) abriu mais 3.489 novas vagas nos Centros de Educação Infantil do município. As unidades de ensino foram reestruturadas com o objetivo de zerar a Fila Única. “As vagas surgiram devido a reorganização dos espaços nas creches e parcialidade do atendimento dos jardins e pré”, explica Claudio da Silva, Diretor do Ensino Infantil.

A partir do ano que vem, as crianças de 4 a 6 anos serão atendidas em período parcial, sendo que as solicitações para atendimento em período integral serão analisados por uma comissão da SME. “Das 2.721 crianças do Jardim 2 e Pré que terão atendimento parcial em 2018, cerca de 60 pais ou responsáveis demonstraram interesse pelo período integral. No ato da matrícula preencheram um formulário específico que será analisado pela comissão”, garantiu Claudio da Silva.

A construção de três novos Centros de Educação Infantil, um no bairro Carvalho, outro no São Vicente e um terceiro em Cordeiros, que serão inaugurados no ano que vem, oferecerão cerca de 600 vagas, contribuindo com objetivo de zerar a Fila Única. Outra ação desenvolvida pelo Município é a compra de vagas em escolas particulares. “Já compramos 228 vagas, e está em confecção o edital para a compra de mais 732. Com isso completaremos a compra das 1.000 vagas”, diz Claudio da Silva.

 

Ainda destacou o Diretor da Educação Infantil que algumas crianças serão encaminhadas para as seguintes entidades que a SME tem parceria: Lar Padre Jacó, Divino Espirito Santo e para o CIEP Vovó Biquinha. “Com isso abriremos mais 280 vagas. Teremos também a construção de mais três salas de aula no Centro de Educação Infantil Professora Márcia Maria Augusto Nunes, no bairro Espinheiros, e duas novas sala no CEI João Victorino, no loteamento Nilo Bittencourt, que vão gerar mais 125 vagas”, disse Claudio da Silva.

A secretária de Educação Elisete Furtado Cardoso, reforça que nenhum direito será retirado das famílias. “O objetivo é atender ainda mais crianças com toda a qualidade de ensino que o sistema de Itajaí oferece. Hoje, aumenta a cada dia o número de inscritos na Fila Única e mais de 4 mil crianças aguardam por uma vaga”, esclarece.

Destacou ainda a secretária de Educação, que apesar da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) determinar a oferta da educação infantil em turnos de quatro horas, Itajaí era o único município da Amfri que tinha opção em período integral para o Jardim 2 e Pré. “Entretanto, a mudança para 2018 vai levar em consideração os casos excepcionais e o turno será de 6 horas”, garantiu Elisete Furtado Cardoso.

Fonte/Foto: Comunicação PMI