BALNEÁRIO CAMBORIÚ SEGUE SEM REGISTRO DE CASO AUTÓCTONE DE DENGUE

O trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti realizado pela
Secretaria de Saúde, por meio do Programa de Combate a Dengue é
contínuo em Balneário Camboriú. Mais de 40 agentes fazem o
monitoramento constante da presença de focos do mosquito nos imóveis
da cidade. Com isso, a Secretaria informa que até a tarde desta
quarta-feira (15), identificou e eliminou 240 focos do mosquito, sendo
97 focos no Centro, 37 no Bairro dos Municípios, 34 no Bairro das
Nações, 19 no Bairro Vila Real e 19 no Bairros dos Estados. Apesar do
número de focos não foi apresentado nenhum caso autóctone de dengue.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal de Combate a Dengue,
Rafael Neis da Silva, os agentes de endemias visitam residências,
áreas de comércio ou circulação pública diariamente e monitoram
semanalmente a rede de armadilhas instalada pelo município. Além
disso, pontos estratégicos, que acumulam água por natureza própria,
são monitorados quinzenalmente. "Nas visitas os agentes fazem as
inspeções, eliminando depósitos e os que não puderem ser eliminados
é feito tratamento com larvicida", destaca.

Também orientam o responsável do imóvel para tomar providências
sobre possíveis casos encontrados, dando um prazo de 3 ou 4 dias
conforme a gravidade da situação. Após este prazo, o agente retorna
ao local para verificar se o problema foi solucionado, e em caso de não
cumprimento, é encaminhado à Vigilância Sanitária para procedimentos
cabíveis como notificação, infração multa, se for comercial pode
ainda, ser interditado o imóvel. Os agentes solicitam aos moradores que
fiquem atentos quanto a materiais e depósitos em seus imóveis, que
possam acumular água.

ALGUNS CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA NÃO HAVER A PROLIFERAÇÃO DO
MOSQUITO, QUE SÃO:

- Não deixar nenhum recipiente com água parada;
  - Verificar se as caixas d'água estão bem vedadas;
  - Tratar a piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  - Colocar areia nos pratos dos vasos de plantas, e/ou eliminar os
pratos;
  - Manter as calhas limpas e desentupidas, assim como as lajes;
  - Manter ralos fechados e desentupidos;
  - Remover regularmente a água acumulada em folhas de plantas como
bromélias, e/ou eliminar a planta;
  - Lugar de lixo é no lixo: copos, garrafas, latas vazias entre outros,
devem ser colocados na lixeira, dentro de sacos plásticos bem fechados;
  - Tonéis e depósitos de água, devem ser mantidos tampados e vedados;
  - Vasilhames para água de animais domésticos, deve-se lavar com bucha
e sabão em água corrente, pelo menos uma vez por semana;
  - Evitar acumular águas de chuvas.

Fonte:Assessoria de comunicação PMBC