Camboriú não tem toque de recolher; notícia que tem sido compartilhada é de 2011

Uma notícia de 2011 tem sido compartilhada de forma intensa pela população desde ontem. Ela traz informações sobre um toque de recolher em Camboriú que seria instituído na sexta-feira. Trata-se, porém, de uma informação passada que, totalmente fora do contexto, tem gerado uma preocupação ainda maior na população.

Camboriú não tem toque de recolher neste momento e nenhuma indicação para que bares e conveniências fechem às 22 horas. O delegado regional Davi Queiroz destaca que não existe a necessidade de qualquer mudança na rotina. “A região recebeu um reforço no policiamento e isso certamente vai inibir a prática de crimes”, explica ainda. Sobre as ações de grupos criminosos, esclarece que as informações dos serviços de inteligência identificaram que o foco são órgãos públicos e que civis não correm riscos.

Para o delegado regional, é importante que a comunidade verifique a veracidade das informações antes de passá-las adiante. “Estamos passando por uma situação de alerta das autoridades e esse tipo de compartilhamento gera pânico e prejudica o trabalho”, analisa. Em caso de dúvidas, deve ser feito contato com os órgãos oficiais.

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen diz que, em momentos de instabilidade, a preocupação com a verificação das fontes, datas e informações é ainda mais importante. “É nestes momentos que notícias falsas, ou fora de contexto, podem gerar situações desnecessárias e ainda mais medo”, analisa.

A notícia em questão, por exemplo, foi publicada no site da Rádio Sentinela de Gaspar. Mas é possível verificar que trata de informações de 2011. Isso porque os dados que constam na matéria são daquele ano. Outra informação que indica a data em que foi feita é a apresentação da delegada regional, que na época era Magali Nunes Ignácio. 
c

Fonte/Imagem: Comunicação PMC